Praias desertas de São Paulo

Mostrar / Esconder thumbs

Esconda-se em paz! Relaxe...

Você quer apenas se esconder, ficar em paz, fugir. Encontre sossego nas praias mais desertas de São Paulo.

UBATUBA
 
Praia do Cedro 
 
Uma trilha de difícil acesso a partir da Praia da Fortaleza leva à belíssima, e o mais importante, vazia, Praia do Cedro. Após os 40 minutos de caminhada, a merecida recompensa de encontrar piscinas naturais, já que o mar não possui ondas. A faixa de areia é estreita e um pouco íngreme, então deitar aqui nem sempre é o mais confortável. Mas o ambiente compensa tudo.
 
Praia Brava da Almada
 
Há quem diga que a praia de Ubatumirim é deserta, mas certamente isso não é válido para alta temporada e feriados. Ela é uma das “desertas conhecidas” então todos fogem para lá a procura da solidão, mas acabam se encontrando. Partindo dessa praia basta seguir por uma estrada sinuosa até chegar a Praia da Almada, também é possível fazer uma trilha a pé de uns 25 minutos saindo da Praia do Engenho. Não é plenamente deserta, mas é bem vazia, sendo que por lá você vai ver apenas alguns pescadores exercendo seu ofício e uns poucos comércios para deixar seu passeio mais agradável. É possível alugar caiaques para passear pelas águas mansas da praia e pedir um chope acompanhado de algum petisco nos restaurantes e bares lá presentes. Afinal, um pouquinho de civilização não faz mal a ninguém.
 
Praia da Ponta Aguda
 
Um lugar silencioso e preservado mesmo com a invasão paulistana sofrida por Ubatuba todos os fins de semana. A única estrutura que possui são duas bicas de água potável para seus visitantes, mas levar sua garrafinha de casa ainda é mais confiável. Uma das pontas da praia forma uma linda piscina natural e o córrego que desagua no mar é de água limpa, então não há motivo para preocupação. O acesso aqui é feito pela Praia da Tabatinga, localizada bem na divisa entre Ubatuba e Caraguatatuba.
 
Praia da Lagoa
 
Uma estreita entrada na Rodovia SP 55, sentido Ubatuba/Caraguatatuba (na altura do bairro de Tabatinga), leva a esse lugar belo e tranquilo. Você deve seguir até o momento em que o asfalto se mistura com o cascalho e em seguida some de vez. Após 1,5 km você irá se deparar com uma bifurcação e deve seguir pela direita em uma estrada de terra. Se a princípio a cena que está diante dos seus olhos é duvidosa, tenha fé e siga por mais 200 metros para chegar a praia. Um lugar cercado de mato, sendo em alguns lugares mais fechado e em outros mais aberto, mas todos indubitavelmente agradáveis. As ilhas mais próximas ainda sim parecem muito distantes e a lagoa merece todo o crédito por dar nome à praia. Vale a pena se enfiar no mato e na lama para chegar até aqui e poder aproveitar a natureza com apenas sua própria companhia.
 
ILHABELA
 
Bonete
Em Ilhabela é difícil achar um cantinho para chamar de seu, mas para quem estiver disposto a caminhar cerca de 15 quilômetros de trilha, esse quadro é reversível. Basta sair da Ponta da Sepituba para chegar a uma praia selvagem, cercada de mata, água limpa e encostas rochosas. Apenas você e os borrachudos, portanto leve repelente.
 
Praia da Figueira
Uma praia pequena e bonita para quem quer descansar ou praticar esportes náuticos com tranquilidade. Sua água mansa é propícia para pesca e mergulho. Localizada no Parque Estadual de Ilhabela o acesso pode ser feito por trilhas a partir da Praia dos Castelhanos ou da Praia de Indaiaúba.
 
Praia Mansa
O nome é bastante sugestivo e quem chegar lá primeiro será o rei do pequeno paraíso tropical. São apenas 25 metros de extensão, com águas claras e coqueiros. Mais aconchegante que isso não é possível. Mas, se chegar mais dois grupos de pessoas além do seu, o espaço começa a fazer falta quando se está buscando isolamento.
 
PERUÍBE
 
Praia Deserta
As prais de Peruíbe são cheias em feriados, mas basta seguir pela estrada Guaraú – Una para chegar a Praia do Camborê, vazia, com alguns riachos e uma área de camping. Saindo de lá, após uns 20 minutos de caminhada chega-se a Praia Deserta, cujo nome não poderia ser mais óbvio, afinal não se encontra nenhuma alma viva por lá.
 
GUARUJÁ
 
Praia do Cheira Limão
O Guarujá tem muito a ser explorado além das sempre movimentadas praias do Tombo, Pitangueiras e Enseada. Para chegar a menor praia da cidade, e consequentemente uma das mais vazias, é preciso passar pela Praia do Goés, que tem pouco movimento devido ao seu esgoto à céu aberto. Saindo de lá de barco se chega a pequeníssima Cheira Limão com seus singelos 20 metros de extensão, parece um pequeno recorte de quadro: A faixa estreita de areia, a vegetação densa atrás, enfim, uma praia muito charmosa. Mas atenção por que durante os períodos de maré alta essa praia desaparece totalmente.
 
Sangava
Para os claustrofóbicos aqui está a solução. Se você achou a Cheira Limão pequena demais para o seu gosto, a Sangava deve suprir suas necessidades espaciais. Partindo da mesma trilha que leva a minúscula praia, você consegue chegar, após trechos de subida e descida bem íngremes à Sangava, depois de mais de uma hora de tonificação muscular. Ideal para quem tem espírito de aventura.  Com cerca de 100 metros de extensão, a praia possui areia fofa, apesar de grossa, água verde e grandes pedras. Se bater a fome, não se esqueça de levar seu lanche de casa, já que não tem nenhum serviço por perto, e não esqueça de levar tudo de volta com você. E é bom tomar cuidado pois se trata de uma praia de tombo. Em um momento você está feliz com a água na altura da cintura e um passo adiante seus pés não alcançam mais o fundo. Se for sozinho e não souber nadar, isso pode ser um sério problema.
 
Saco do Major
Nessa praia de 400 metros de extensão você apenas não se sente sozinho no mundo devido ao leve movimento de lanchas passando longe, um ou outro barco de pescadores e algumas pessoas treinando caiaque, já que as águas são bem mansas. Por estar em uma região de mar aberto é bom tomar cuidado com os tubarões...Brincadeira! Nem os peixes cartilaginosos conhecem essa praia. O cuidado se deve porque as águas ficam violentas e o fundo do mar é repleto de pedras. Na pior das hipóteses você pode voltar com um joelho bastante ralado para São Paulo.
 
ILHA COMPRIDA
 
Praia de Juruvaúva
Para se entregar o espírito Into the Wild, Ilha Comprida possui as melhores opções. Evitada por famílias com filhos pequenos, já que possui muitas trilhas, lugares desertos e insetos, um completo terror para quem tem crianças serelepes, mas para quem não dispensa um dia enlameado e cheiro de mato, a praia é mais do que perfeita. Ilha comprida possui cerca de 70 quilômetros de extensão, e quanto mais distante se segue, mais desertas são as praias. Nem tão deserta assim, a Praia de Juruvaúva vale a pena conhecer pois possui dunas enormes, de até seis metros de altura e também um navio naufragado que atrai alguns mergulhadores.
 
Praia do Araçá
Com dunas e sem estrutura turística, é praticamente o paraíso dos isolados, no melhor sentido do termo. Possui algumas casas simples e está localizada a seis quilômetros do centro. Certamente você não encontrará ninguém aqui para te importunar. Muito menos o seu chefe, quando em um momento de infeliz ironia do destino, você o encontra em pleno feriado com sua senhora e filhos mimados e o único assunto comum é o trabalho. Aqui isso não vai acontecer.
 
Praia Ponta da Praia
Muito mais uma designação do que um nome, esta praia localizada a 10 quilômetros do centro é bastante selvagem, com areia escura, trilhas e dunas. Só os iniciados em praias desertas frequentam essa daqui. É bem comum ver peixes nadando em suas águas e a noite o céu estrelado é um espetáculo à parte.
 
CapiSaga Nativa
 Ingredientes
- 50ml de Sagatiba Pura
- 4 colheres de sopa de açaí
- 4 pedaços de morango
- 2 colheres de açúcar ou o equivalente em adoçante
- Gelo
 
Preparo:
Em uma coqueteleira, coloque o açaí, os morangos, o açúcar e amasse suavemente os ingredientes. Depois, acrescente o gelo e a Sagatiba. Agite bem e sirva em um copo longo.
 
CRÉDITO DAS FOTOS: BRUNO ROCHA, MARCELLO GUERRA, J. AUGUSTO E LUCIANA BOLOGNINI

 

 

Última atualização em 02/12/2012 as 20h00

Thomas Iacocca

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

78 votos

Quem já foi!

1 pessoa(s) já foram para este local.
Aline

Quem vai!

0 pessoa(s) vão para este lugar.

Comentários

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos

Especiais

Especiais

Facebook

Curta a nossa página no Facebook /adoroviagem e fique por dentro do que há de mais quente acontecendo no mundo.