Petrópolis e Teresópolis

Mostrar / Esconder thumbs

Uma viagem pelas terras imperiais, bem longe de Portugal

Com um gostinho de história e uma pitada de Brasil colonial, as serras fluminenses são o refúgio dos cariocas no inverno. Não é difícil entender porquê a familia real portuguesa se encantou com as montanhas enevoadas e o clima ameno das cidades de Petrópolis e Teresópolis. Lá, a corte portuguesa podia se emperequetar com roupas pesadas e perucas espalhafatosas sem derreter de calor, e de quebra ainda tinha uma linda vista da janela do palácio.

Thomas Iacocca

Dom Pedro II já estacionou sua carruagem em quase todas as cidades serranas do Rio, mas foi em Petrópolis que o imperador mandou construir seu palacete de verão. Não a toa, a cidade é uma das mais procuradas pelos cariocas tanto no verão quanto no inverno, quase empatando com sua vizinha Teresópolis, onde a Seleção Brasileira de Futebol faz seus treinos em época de copa do mundo, e os mochileiros lotam acampamentos na região do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

PETRÓPOLIS

Localizada 835 metros acima do nível do mar, Petrópolis tem 70% da sua área localizada em uma das últimas reservas de mata atlântica do Brasil. Ou seja, se você é fã de natureza e adora enfiar o pé na mata não deixe de fazer uma das várias trilhas possíveis. O blog do montanhista  Waldyr Neto  indica ótimos roteiros para os aventureiros de primeira viagem, e para os experts que procuram algo mais desafiador.

Um cassino já funcionou em Petrópolis nos anos 40, até o diretor de cinema Orson Welles passou por lá para tentar a sorte em um dos jogos. Mas, alegria de rico e apostador também dura pouco, e o cassino localizado no Palácio Quitandinha fechou em 1946, quando a jogatina foi proibida no Brasil. Mas se você quiser ir lá para visitar e não para jogar, as portas estão abertas de terça à domingo, das 9h às 17h.

No centro de Petrópolis está localizada a Universidade Católica, e o clima universitário da região dá espaço para vários bares e botecos ao redor do campus. A Choperia Gehren, que serve chopp Itaipava, claro, é uma ótima escolha para o fim de tarde e começo de noite. E se bater uma vontade de comer pizza, a pizzaria Liberatta fica bem perto da Choperia. Além de ter o clima perfeito para um almoço de família no domingo, o restaurante tem um ambiente descontraído e animado, caso você queira jantar e depois esticar a noite entre os amigos.

Aos amantes da cerveja, a cidade abriga a primeira fábrica do Grupo Petrópolis, produtora das cervejas Itaipava, Crystal, e da Alemã Weltenburger. É possível agendar uma visita orientada ligando para (24) 2103-8000, mas o passeio só é liberado para grupos de no mínimo 10 pessoas.

Hospedagem

Pousada Canto dos Tangarás: Localizados à 1000m de altitude, os chalés da pousada se misturam com o verde da mata atlântica. Há quatro variedades de chalés, mas todos têm hidromassagem com vista para a serra (envidraçada, para ser usada até no frio da madrugada), aquecedor, e decoração típica serrana; telhados de madeira, pedras frias e uma lareira quentinha criam o clima perfeito. O chalé da pedra é o mais completo; um tríplex com jardim exclusivo, hidromassagem em meio às pedras, e ao redor outro jardim protegido por vidros. Conforto na medida certa para manter a atmosfera bem natural da serra.

Pousada Altenhaus: Se você prefere um recanto menos rústico e não tão imerso nas montanhas, a pousada Altenhaus oferece um pouco de tudo. Os chalés e apartamentos decorados e mobiliados de uma forma menos “serrana”. Hidromassagem, lareira e TV à cabo além do campo de golfe para quem não está afim de se aventurar em esportes mais radicais.

TERESÓPOLIS

Com a história bem parecida à história da sua vizinha Petrópolis, Teresópolis ganhou esse nome devido à mulher de D. Pedro II, a Imperatriz Dona Teresa Cristina. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos e o Parque Estadual dos três picos são, entre os jovens, os principais atrativos da região serrana. Ambos são unidades de conservação ambiental abertas para visitação.

Uma trilha de três dias denominada “Travessia Petropolis-Teresopolis”, no Parque nacional da serra dos órgãos, é considerada a mais bonita do Brasil. Geólogos e biólogos do mundo inteiro vão visitar a reserva de 20.030 hectares para estudar a geografia e a fauna do lugar, mas é no Parque Estadual dos três Picos que os doidos por esportes radicais encontram o seu paraíso. Sem bloquinhos de anotações e usando as máquinas fotográficas apenas para registrar seus recordes e travessias inimagináveis, os aventureiros se jogam em atividades como o Trekking- caminhada ecológica de longa distância e muito fôlego – rapel e canyoning.

A melhor época para se descobrir as cachoeiras e caminhar em altas atitudes (ainda mais altas que a cidade em si) é o alto inverno. Chove bem menos entre maio e outubro, as trilhas ficam mais fáceis e as atividades nas cachoeiras menos perigosas.

A administração do Parque nacional da serra dos órgãos fornece abrigos para os aventureiros, é cobrada taxa pernoite, mas a taxa de camping é dispensada aos que preferem dormir fora do abrigo. No abrigo Paquequer a diária é de R$ 20,00 por pessoa, com direito a sopa de jantar e café da manhã. O camping ao redor do abrigo Paquequer têm diarias de R$ 6,00 por pessoa. O melhor acesso é pela BR-040 (Rio-Teresópolis), com entrada pelo km 98, a 7km de Teresópolis. Telefone: 21/ 2642.1070 O parque funciona das 8 às 17 horas, de terça a domingo.

Conheça a Pizzaria Manjericão. A massa de suas pizzas é feita com água mineral e os temperos são plantados em uma horta particular: Bem do jeito que a vovó faria se ela fizesse pizza. Mas, se você procura um jantar ainda mais elaborado, o restaurante russo Dona Irene é a pedida certa. Rússia lembra vodka, e é exatamente essa uma das especiarias mais procuradas por lá. A vodka é feita artesanalmente, e pode ser acompanhada de pasteis cozidos com batatas, ervas e cebolas crocantes.

A noite em Teresópolis acaba cedo nos restaurantes, mas vários bares continuam funcionando até a saída do último cliente. É o caso do casarão Itaipava, que toda quinta-feira tem música ao vivo, mas não chegue perto se você não gosta de muvuca e nem de pagode. Quem procura por festas, pode conferir a programação da casa de Portugal de Teresópolis, o espaço é alugado para eventos quase todo final de semana, e a Universidade Católica de Petrópolis costuma reservar o clube para festas.

Hospedagem

Hotel e Fazenda Rosa dos Ventos: Pertencente a rede Relais & Chateaux desde 1991, o Hotel foi construído em um parque particular, em plena serra. Têm uma enorme área de lazer (que fica encoberta de neblina da serra bem no finalzinho da madrugada) com mais de um milhão de metros quadrados e a 1.250m de altitude, quase nenhum dos hospedes pensa em passar o tempo dentro dos quartos, certo? Errado. Com acomodações super aconchegantes, lareiras bem no centro dos quartos, e chalés que mais parecem casas, o Rosa dos Ventos é destino essencial àqueles que procuram o máximo de conforto sem perder o clima serrano.
 

Um misto de história do Brasil e roteiros naturebas, essa é a serra fluminense que você precisa conhecer!

Gostou? Curta a gente no facebook, e nos siga no twitter para conhecer mais lugares indispensáveis no seu guia de viagem!

Crédito das fotos: Divulgação

 

Créditos: www.flickr.com/photos/brazil_tour

Última atualização em 19/12/2012 as 10h47

Felipe

esportes, praia, noite

Avaliações

Dê a sua opinião.

1 votos

Quem já foi!

0 pessoa(s) já foram para este local.

Quem vai!

0 pessoa(s) vão para este lugar.

Comentários

Galerias.

Confira esta seleção de matérias e destinos com imagens incríveis.

Ver todos

Especiais

Especiais

Facebook

Curta a nossa página no Facebook /adoroviagem e fique por dentro do que há de mais quente acontecendo no mundo.